24/06/2012

O caminho mais curto...

... é o mais fácil, mas nem sempre é o melhor. As pessoas vivem dilemas diariamente e se perguntam qual é o melhor caminho a seguir. Normalmente temos mais de uma opção e é nessa hora que precisamos pensar e escolher corretamente.


Os maiores dilemas são sobre relacionamentos, diria em geral, mas vou focar na relação homem-mulher. O que mais temos visto por aí? O que tem acontecido com os casais que se separam depois de juras de amor eterno? Em alguns casos pode ser porque foram movidos pela paixão, achando que era amor. E paixão meus queridos, não aguenta os defeitos, as cobranças e as diferenças. Aí vem o ponto final.

Mas o que quero discutir aqui são os relacionamentos com amor. Porque eles acabam? Esses dias atrás li  uma postagem da Luma que falava sobre isso. Depois foi o tema de algumas conversas no trabalho e entre amigas. Hoje, conversando com meu marido, resolvi escrever.

Como eu citei no começo, o caminho mais curto é o mais fácil e mais tentador. E nesse caso muitas pessoas acham que é melhor e mais cômodo terminar um relacionamento do que tentar consertá-lo. Ouvi um ditado - bem machista, na minha opinião - que dizia o seguinte: "Mulher é igual carro, começou a dar problema é hora de trocar." Mas aí eu te digo meu amigo, que não é agindo assim que os problemas acabarão! NINGUÉM é perfeito e depois de algum tempo os defeitos aparecem, as brigas vão surgir e o ciclo se repetirá. 

Tentar consertar um relacionamento exige muita força de vontade. Muitas vezes ambos estão diferentes, atarefados e preocupados, mas o amor nunca deve ficar em segundo plano. E geralmente são pequenas mudanças no comportamento que fazem a diferença. E eu digo que na maioria dos casos, bate o arrependimento. Passa um tempo e a "magia" do início acaba e surge a falta daquele amor verdadeiro que existia com a outra pessoa. Mas aí meus queridos, pode ser tarde demais! As pessoas cansam de esperar e de sofrer.

É como dizem: A fila anda. E eu acrescento que nem sempre anda com outro alguém, mas a pessoa acorda e começa a se valorizar. E quando percebemos que somos responsáveis pela nossa felicidade, nada é capaz de nos deter ;)

13 comentários:

Dri Andrade disse...

Tudo muito verdade amiga. Relacionamento duradouro é para os fortes, Para os que amam de verdade, só com paixão não é possivel continuar..

gostei muito do texto beijos

Bel Rech disse...

Eu penso que tudo está sendo banalizado, normal e natural.Não existe mais um diálogo, não deu certo no primeiro "entrevero", vamos terminar.
Em um relacionamento além de odo o restante que acreditamos que o amor seja, é preciso confiança, respeito,amizade e cumplicidade.Esse eu concordo que poderá irá adiante...não é fácil,mas também não é difícil...
Paz e bem

Nina disse...

ah amiga é verdade...e quando o amor é unilateral né?! Que papo complicado... Eu acho que tá cada dia mais difícil achar pessoas que queiram realmente se esforçar para o amor. E fato, não é pra qualquer um... =/
beijo amiiiga

Silvana Alves disse...

tudo se tornou tão descartável que as pessoas esqueceram de sentir o amor.

Silvana Alves disse...

tudo se tornou tão descartável que as pessoas esqueceram de sentir o amor.

Rosi Silva disse...

a verdadeira verdade é que as pessoas estão deichando de acreditar no amor entre homem e mulher isso é coisa de gente ignorante que não lembra de valores e felicidade esse tipo de gente que vive de momentos... amei o texto muit bom
mas mesmo assim eu acredito no verdadeiro amor*

Vanessa disse...

Os relacionamentos estão descartáveis... as pessoas não valorizam os momentos que passam juntos com os amigos, os namorados, os maridos e etc... hoje em dia, está cada vez mais fácil vc ver uma separação, as pessoas não querem mais se estressar... as pessoas levam problemas de casa pro trabalho e vice-versa... os valores estão perdidos...

Beijooooooooooo

Socorro Melo disse...

Oi, Jaque!

Concordo com você, amiga. Parece que hoje confunde-se amor com prazer... Acabou o prazer, seja lá do que for, acaba-se o amor... Amor? Que amor é esse? Amor se prova, especialmente, nos momentos mais dolorosos, mais difíceis... No bem bom, tudo é fácil... Quero ver firmeza é na hora do horror...
E outros ainda acham que só o parceiro/parceira tem o dever de mudar, e querem seguir agindo com egoísmo e irresponsabilidade... É difícil amar... Mas, não impossível.

Beijos
Socorro Melo

Alana Tenório disse...

Concordo com vc amiga! O verdadeiro amor é muito maior do que a gente pensa...
Bjuss

Valéria disse...

Oi Jaque!
Seu blog está uma gracinha, quando a gente abre o coração se alegra com o visual descontraído.
Acho que hoje é tudo muito descartável e ninguém é mais tolerante, então o melhor é descartar o que começa a incomodar, o que perdeu o interesse. É uma pena!
Beijinhos e uma linda semana!

Morena disse...

Eu acho que pessoas como a gente vivem na época errada! Pq né relacionamento e carro viraram coisas compráveis!

Beijos saltitantes
Boa semana

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
E como somos!!!
Nem nada nem ninguém pode deter o amor em nós... ele não morre nunca mesmo com a morte física...
Seja feliz e abençoada!!!
Bjm de paz

Luma Rosa disse...

É mais fácil colocar a culpa no outro do que procurar pelos nossos defeitos. Tem um ditado antigo que diz: "Quando um não quer, dois não brigam" - Eu sempre lembro dele, quando as coisas esquentam por aqui. Nós mulheres somos danadinhas/agitadinhas e teimamos em querer consertar o mundo. Já os homens são mais sossegados e encaramos isso como desinteresse. Se vivem juntos, melhor procurar pela compreensão do outro e sempre se lembrar do motivo que os uniram.
Jacque, obrigada pela citação e por ter provocado em você esse questionamento. Acho importantíssimo expor nosso vontade contrária a um amor mercantilizado.
Boa semana!! Beijus,