02/01/2012

Nostalgia...



O ano começou e eu me recordei do nosso casamento, do primeiro mês de Janeiro depois de casados e fiquei com saudade do nosso grande dia... E esse trecho de Amanhecer realmente é muito verdadeiro:

"Um passo de cada vez, eu disse a mim mesma quando começamos a descer no lento tempo da marcha. Eu não levantei meus olhos até meus pés estarem seguros no chão plano, apesar de poder ouvir os murmúrios e barulhos da audiência quando eu apareci. O sangue subiu para meu rosto com o som; claro que eu iria ser a noiva corada.
Assim que meus pés passaram pelos perigosos degraus, eu estava procurando por ele. Por um breve segundo, me distrai com a profusão de flores brancas penduradas em grinaldas em todos os lugares do salão onde não havia algo vivo, penduradas em longas linhas de laços brancos em formato de teia. Mas eu afastei meus olhos do dossel e procurei entre as linhas de cadeiras envolvidas em cetim branco — corando ainda mais quando percebi a multidão focada em mim — até que eu o encontrei finalmente, parado sobre um arco cheio de mais flores, mais grinaldas.

Não vi minha mãe onde ela deveria estar sentada na primeira fileira, ou minha nova família, ou qualquer um dos convidados — eles teriam que esperar até mais tarde. A única coisa que eu realmente vi foi o rosto de Edward; encheu minha visão e encantou minha mente. Seus olhos estavam um dourado quente e acolhedor; seu rosto perfeito estava quase severo com a profundidade das suas emoções. E então, quando seus olhos encontraram os meus, ele quebrou em um sorriso de exultação de tirar o fôlego...
...Ele inclinou a cabeça na direção da minha, e eu fiquei na ponta dos pés, jogando meus braços — buquê e tudo — ao redor de seu pescoço. Ele me beijou com doçura, com adoração; eu me esqueci da multidão, do lugar, da hora, da razão... apenas me lembrei de que ele me amava, me queria, e que eu era dele.



...Tudo nele me atraía, para cada vez mais perto, como se meu corpo quisesse se fundir ao dele, atingindo assim sua própria perfeição.Eu só podia existir sendo parte dele. Eu pertencia a ele. Estar vivendo aquilo com o qual eu tanto ansiei era indescritível. E quando eu achava que não podia ficar melhor, ficava. E ele ainda dizia que tinha outras coisas guardadas... Se eu não enlouquecesse completamente naquela noite, isso nunca mais aconteceria. De certa forma, as dúvidas e inseguranças tinham ficado para trás; naquele momento só nós dois existíamos.

Queria que aquela noite durasse para sempre. Mais uma vez não consegui acreditar que ele estava ali, que era meu, que me amava, e que estava gostando tanto de estar ali como eu. Só que desta vez a descrença era menor, e em parte substituída por uma necessidade desatisfazê-lo; eu conseguia ler em seu rosto e em sua voz como ele estava apreciando tudo aquilo. Era meu dever retribuir tudo que ele me dera.


Acordei algumas vezes naquela noite, ou será que consegui dormir algumas vezes? Mas acordei, sempre para sentir que nós estávamos novamente em chamas, seu corpo sempre pronto contra o meu, que por sua vez sempre o recebia sem reservas, e igualmente disposto. Eu não me cansava de estar com ele daquela forma, e ele não parecia cansado tampouco. Algumas vezes eu não sabia dizer se era sonho ou realidade, ou ambas as coisas. Sei apenas que parecíamos nos esforçar para matar toda a sede que tínhamos um do outro há tantos meses, como se o amanhecer pudesse trazer algo diferente, uma outra realidade que pudesse negar o que estava acontecendo. A noite conspirava a nosso favor, fazia a magia daquele momento se estender, perdurar. A noite abrigava aquele amor errado e certo, aquele atentado à racionalidade. A noite nos pertencia."

Ai ai... #suspirosnostalgicos
E o que eu desejo pra esse ano? MUITO amor e momentos assim, com o homem que escolhi pra ser meu ^^




12 comentários:

She disse...

É por essas e outras que acredito no amor sempre! E é bom demais amar e ser amado! :D Ai, ai!
Beijo, beijoooooooo
She

✿ chica disse...

Também acho e desejo que o amor vença sempre pois acredito! beijos,chica

Meriellen disse...

Lindo... o amor é mesmo tudo na vida!! Bjus

Nathy disse...

Ai, perfeito, né? De suspirar mesmo! Eu desejo muito amor pra vc mesmo, amiga! E pra mim tbm...kkkk.

Beijos, flor!

Juliana Matos. disse...

Ai que lindo amiga
o sentimento puro e verdadeiro como o amor é tão bem vindo!
Adorooo sentir! Beijos querida
Que 2012 seja de muito amorrrr
Ju

Mari.M. disse...

Que trecho liindoo!
Esse livro é realmente muuito lindo, só não é mais lindo que o amor! ;D HAHA

Beijos

http://quandoeuforcasar.blogspot.com/

Morena disse...

AIIIIIIIIIII que lindoo!!!!!!
Cada vez mais perfeito!!!
E muito mas muitoooooo amor p esse ano!

Beijos saltitantes
Boa semana

Socorro Melo disse...

Olá, minha amiga!

Antes de tudo, desejo-lhe um feliz e abençoado 2012.
Que texto mais lindo! Tão envolvente, tão carregado de emoções...
A leitura, muito prazerosa, fez aflorar em mim as minhas lembranças, tão doces e meigas quanto as suas, que já dormitavam nos escaninhos do tempo.
Parabéns pelo belo texto, e mais, pelo grande sentimento.

Grande abraço
Paz e Bem!
Socorro Melo

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Jaque
Que Deus abençoe sempre o seu amor!!!
Reprisei o seu link hoje...
Bjm festivo

Suzala Moura disse...

ahhhh, o amooooor!!!!!!!!!!!!

Dri Andrade disse...

Irmã...Como sempre, suuuuper romântica!!!

Que não falte amor, que NUNCA nos falte o amor...

adorei! beijos

Rosi Silva disse...

o amor nos deixa leve e é assim que devemos nos sentir não a nada melhor..
Amada fica com Deus te espero sempre no meu recanto!
docenovembroar.blogspot.com