18/08/2011

Amor incondicional

Eu nunca tive um cão só meu, que dependesse dos meus cuidados desde filhote, nenhum que eu precisasse ensinar, mostrar como seria sua rotina, sua casa, sua vida. Até que apareceu a Belinha. Ela caiu de paraquedas em nossa vida e não pensamos duas vezes pra aceitá-la. Não tem aquela história de que é o cão que escolhe seu dono? Pois é, ela estava predestinada a ser nossa.

Primeiro dia conosco - 10 de Abril
Minha alegria é chegar em casa o quanto antes pra vê-la correndo e vindo me abraçar (é verdade, ela vem num pique só e pula no meu colo. Uma delícia!), pra mostrar qual foi a arte que ela aprontou com os bichinhos (já conseguiu destruir 2 de pelúcia, mas confesso que demorou pra isso acontecer), pra vê-la com o pratinho de comida na boca esperando sua ração, pra ver a felicidade dela quando o Cleiton entra e o modo como se joga no chão e fica esperando o nosso carinho.

É incrível ver como ela está enorme. Fotos do mês passado já mostram uma grande diferença. Minha mãe ficou 2 semanas sem vê-la e quando a levei pra passear e conhecer os outros amiguinhos, ela se assustou com o tamanho. Eu também fico admirada, ela está se tornando uma mocinha e vai ficar cada dia mais linda.

Essa foto me encanta

Ela é um furacão! Quando chegou e era tudo novo, ela era quietinha e medrosa. Aos poucos foi se soltando e hoje ninguém segura. Deixa alguma roupa no chão pra ver. Ela pega, olha pra sua cara como quem diz: "Há! Quero ver se você consegue me alcançar agora!" e sai em disparada lá pra fora. Já corri atrás dela várias vezes brava e confesso que adoro o jeito como ela corre. Fica num estado alucinante, derrapa, corre, pula e descansa. É só ameaçar chegar perto pra ela fugir novamente. Sem falar quando dá os ataques de loucura ela cai, escorrega, bate a cara no chão, na parede, sobe as escadas tropeçando em cada degrau mas isso não faz nenhuma diferença pra ela, que se levanta e já está pronta pra outra. E preciso dizer também que me desesperei quando ela perdeu os dentes... Não consegui guardar porque sei lá onde foram parar rs

A única vez que eu senti que doeu, foi quando estávamos lá atrás, eu estendendo a roupa e ela correndo alucinadamente quando tentou entrar na cozinha. O pequeno detalhe: A porta estava fechada. Ela bateu com tudo e senti a dor dela naquele momento. O barulho foi assustador e ela correu pra casinha chorando de um jeito que cortou meu coração. 5 minutos depois já estava correndo e pulando novamente.

Ah, ela assiste TV também :)

E ao jogo de video game
Não tenho vergonha de dizer o quanto a amo, o quanto ela me faz bem. As vezes me pego chamando-a de filha. Oi? Só quem tem mesmo pra saber o que eu falo. Marido se diverte comigo e eu me divirto com os dois. Ela é encantadora, mesmo querendo morder e comer tudo. É um pouco desobediente, mas não consigo ficar brigada com ela, principalmente quando aparece aquela carinha de arrependida com aqueles lindos olhos delineados de preto.

Raros momentos de descanso
Se depender de nós, ela nunca mais vai saber o que é ser abandonada, mal tratada, jogada na rua. Se bem que já nem lembra mais do que passou. Prometemos que estaremos sempre ao seu lado e que ela e o Scooby serão muiiiito amados! E está aí um grande motivo pra eu querer minha casa: Pra ter espaço suficiente pros dois, pra levá-lo comigo o quanto antes. E preciso dizer que eles já se adoram. Sempre que posso a levo na mãe pra brincar com ele. Elétrica como é cansa até ele que é grandão :)

Scooby, meu companheiro. Que saudade de te ver todos os dias.

Sou lindão né? xD

Mas vou ficando por aqui, com um trecho que a amiga querida Michele dedicou à sua amada Meg:

"E sabe, já não importa o quanto o mundo lá fora me aborreça, no final, são sempre pequenas coisas perto do tamanho do amor que levo aqui, na vida do lado de dentro. Acho até que me tornei mais tolerante, mais sociável, mais brincalhona, mais amante de cachorros. Meu lado cachorreira eu nunca omiti. Mas confesso, cada dia que chego e a vejo tão feliz, me fazendo tão especial, admiro e amo mais essas pequenas bolas de pêlo que não nos pedem nada, mas nos oferecem o mundo em rabinhos felizes e patinhas saltitantes."

13 comentários:

Kelly Becker disse...

Prima que história mais linda... Parabéns... tb tenho uma mor imenso pelo meu Stuart cada dia que passa sinto que não posso viver sem ele e toda a minha turminha la de casa... só que ama e tem sabe o que isso significado em nossas vidas... beijos Kelly Becker

Orvalho do Céu disse...

Olá,minha florzinha
Quem teve um animalzinho sabe do que fala com tanto carinho...
Recordo-me do meu que se foi ...
Bjs de paz e alegrias com o seu cãozinho...

Sandra Portugal disse...

Sim, com certeza é amor...
Quero te contar que o ProjetandoPessoas fará 1 ano de existência e espero sua visita nessa celebração!
E dizer que estou muito feliz em estar nos TOP 30 pela segunda semana seguida, no Prêmio TOP BLOG 2011!
Gostaria de pedir seu voto, caso você não esteja concorrendo e ache que eu mereço seu voto!
bj Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Juliana. disse...

Ai Jaque, vc me fez lembrar de um grande amigo/cão que tive, ele se foi, e levou um grande pedaço do meu coração, mais eu sei que ele está bem, agora tenho dois anjos do meu lado, sei que um já está velhinho, mais ele teve o meu amor e sempre terá, é lindo esse carinho até me emociono, feliz demais por eles serem tão únicos e tão especiais, realmente é muito bom! Os amo também!
Beijos querida!
Lindas palavras, lindas mesmo!

Juliana Doerner disse...

Amiga sempre tive s de estimação, a 1º foi a Jhully, a amava muito, ela dormia no meu quarto, rs.. Infelizmente ela faleceu, tem uns 6 anos.. sinto muita falta dela.

Hoje tenho a princesa, rs, ela é pequenina, linda... minha mascotinha.

Amei o post, isso faz agente ver que seu amor é grande por tudo!

Beijos

Vanessa disse...

Jaque, eu sou alucinada por cachorro! Quando ando na rua e vejo um, quero levar, ams moro em apertamento agora e não dá. Tenho 4 cachorros na casa da minha mãe e mais 3 na casa do meu sogro... sou alucinada mesmo.
Como você disse, só quem tem, sabe o que você tá falando.
Beijinhos

Juliana Lissa disse...

Jaque, que lindo!!
Tenho muita vontade de ter um cachorro e espaço suficiente em casa para isso... Mas minha mãe não gosta!! Quem sabe quando eu tiver a minha casa?!
Beijos

Nathy disse...

Gente, a foto dela no video-game é a mais engraçada e fofa! rs

Beijos, beijos!

Fran Matias disse...

aii jaque ela está tão linda!
é lindo ver esse amor de vocês...
um cachorro sim é um amigo de verdade, pq ele não ama o dono pela aparencia, pela sua situação financeira, pelo seu carro...mas ele simplismente o ama sem esperar nada em troca!

Micha Descontrolada disse...

q bom q agora tem uma pra te fazer companhia todo dia...
tivemos um cachorro qdo criança, o snoop, q era só ligar o video game q ele corria pra sala pra ver...adorava!!!

Uma ótima semana para você!!!

/(,")\\
./_\\. Beijossssssssss
_| |_................

Carol disse...

Jaque, fiquei tão emocionada com esse post.
A Belinha é uma tchuchuca :)
Fiquei tocada porque tenho 2 princesinhas e ler sobre a Belinha me fez lembrar do meus primeiro dia com elas, da nossa vida.
Só quem tem um bichinho para amar, cuidar e se alegrar sabe o que você sente em relação a essa fofura!
Eles sim, são amigos, fiéis,companheiros e leais. Amo amo amo.
E O Scooby heim? Fofo demais!! Todo charmoso pegando um solzinho.
Beijos para você e seus pets lindos

Mara Melinni disse...

Adoro animais, tenho fascínio pelo universo deles... tenho gatas! rs...

Acredito que nós aprendemos a ser mais humanos com os bichos. Eles, a propósito, às vezes parecem até mais humanos do que nós, não é?!

Lindo post, adorei conhecê-los!

Boa semana e fique c/ Deus!!

Bjooos =*

Lae... disse...

Ai Jaque cachorro é tudo de bom! S2 Muito linda essa foto. Beijos